Novas unidades de habitação de Mosul do ACNUR, Japão

ONU - 06/03/2018

Cerca de 700 famílias em Mosul, cujas casas foram destruídas no recente conflito, agora têm um novo lugar para viver. As unidades temporárias de habitação foram instaladas em 26 bairros no oeste da cidade, que sofreram uma grande destruição na batalha para retomar a cidade do controle extremista.

Durante a batalha de Mosul, quase 1 milhão de iraquianos fugiram da luta, procurando segurança nos acampamentos e nas comunidades de acolhimento. Depois que a luta terminou, as pessoas começaram a voltar para a cidade, mas para muitos cidadãos de Mosul suas casas estavam muito danificadas para que retornassem.

“Tantos iraquianos deslocados querem ir para casa e reiniciar suas vidas”, disse Bruno Geddo, Representante do ACNUR no Iraque. “Reconstruir Mosul é uma tarefa imensa que levará anos. As unidades habitacionais fornecerão abrigo por até três anos aos iraquianos que retornarem às suas comunidades. Isso lhes dará espaço para fazer planos à longo prazo”.

As pessoas do Japão doaram generosamente US$ 4,5 milhões para serviços de gestão de acampamentos, assistência em dinheiro e programas de habitação temporária para apoiar pessoas deslocadas e repatriadas em Mosul para lidar com as duras condições de inverno. Aproximadamente 18 mil pessoas se beneficiaram da assistência em dinheiro, enquanto 4.200 pessoas estão alojadas nas novas unidades habitacionais. As unidades foram formalmente entregues aos seus novos ocupantes pelo Sr. Geddo em uma cerimônia em Mosul, em 21 de fevereiro.

H.E. Sr. Fumio Iwai, Embaixador do Japão no Iraque, disse: “Continuamos preocupados com a situação humanitária instável em Mosul ocidental mesmo após a libertação da batalha, no qual muitas das casas foram completamente destruídas ou fortemente danificadas”. Ele acrescentou: “O Japão espera fortemente que a provisão de unidades de habitação e assistência em dinheiro através desta ajuda de emergência auxilie os deslocados e repatriados a proteger seus abrigos e as necessidades básicas como resposta à fase de transição para uma maior estabilização e reconstrução da cidade”.

“Graças à generosidade do povo japonês, 700 famílias agora têm uma solução habitacional que suporta o frio do inverno”, disse o Sr. Geddo. “Embora a emergência esteja terminada, temos a responsabilidade de continuar a apoiar o povo do Iraque. O retorno sustentável é uma pedra angular da transição para um futuro melhor. Não devemos decepcioná-los nesta conjuntura crítica”.

Compartilhar:

Notícias

A universidade que renasce dos destroços deixados pelo ‘Estado Islâmico’ no Iraque
22/11/2018 - G1 Globo: https://g1.globo.com/educacao/noticia/2018/11/21/a-universidade-que-renasce-dos-destrocos-deixados-pelo-estado-islamico-no-iraque.ghtml

Novas oportunidades de investimento no Iraque
04/10/2018 - National Investment Commission

Produção Reiniciada na Refinaria de Baiji
11/09/2018 - Ministry of Oil